.

Câmara realiza audiência pública sobre corpo de bombeiros em Canguçu

19 de mai de 2011

Com mais de 53 mil habitantes o município de Canguçu não possui uma guarnição do corpo de bombeiros. A situação preocupa os moradores do município e também as autoridades. Por isso a Câmara de vereadores realizou uma audiência pública com representantes dos bombeiros para cobrar a instalação do serviço no município, por indicação do vereador Gérson Nunes (PT).
 Major Petry explicou a platéia o que é necessário para implantação. Fotos: Augusto Pinz
Estiveram presentes a deputada estadual Miram Marroni (PT), o deputado estadual Pedro Pereira (PSDB), o prefeito Cássio Mota (PP), além de diretores de entidades do município e os vereadores. Representando os bombeiros esteve o Major Petry que apresentou um balanço de todo o processo para implantação da guarnição em Canguçu desde o começo.
Segundo Petry Canguçu hoje precisaria de, no mínimo, 22 bombeiros. Evetivo inexistente na corporação, um prédio apropriado que também não foi construído na cidade por falta de recursos da Prefeitura. De certo apenas a liberação de um caminhão, através de trabalho do deputado Pedro Pereira (PSDB). Este caminhão será entregue até final de junho deste ano. A Princípio iria ficar em Pelotas, mas a pedido dos vereadores e do prefeito existe a possibilidade de ser entregue diretamente para responsabilidade do município de Canguçu. “Com o caminhão aqui ficaria mais fácil de buscarmos recursos para a construção do prédio e dos materiais operacionais”, revelou o prefeito Cássio Mota (PP).
O Município dispõe de um Fundo de Reequipamento Bombeiros (FUNREBOM) - Leis nº 2.825/2006 e nº 2.833/2007 - mas que até o momento não começou a ser utilizado. Uma conta no Banrisul será aberta e uma comissão para acompanhar a implantação do corpo de bombeiros em Canguçu será criada.
Ainda segundo Petry, para que até 2012 Canguçu recebe um corpo de bombeiros é necessário o trabalho em conjunto das forças políticas do município, tanto deputados, vereadores, secretários e prefeito. Ele indicou um plano de trabalho com o seguinte cronograma:
Aquartelamento (2011)

Previsão orçamentária materiais (2011)
Aquisição materiais (2012)
Formação efetivos BM/PM (2012)
Inauguração (2012)

Modelo sugerido do prédio que custaria R$ 400.000,00. O Prédio seria construido ao lado da Brigada Militar (BM).
Major Petry também listou alguns tópicos que podem servir de motivação para a luta pela guarnição.
Motivação:
Capacitação para atrair indústrias
Redução “prêmio seguro”
Consórcio de municípios
Canguçú/MorroRedondo/SBVista
Indústria fumageira
FUNREBOM (Análise: R$ 53,38 / Inspeção R$ 53,38)
Viaturas administrativas (disponíveis)
CÂMARA AJUDARÁ COM RECURSOS
Durante o encerramento da reunião, o presidente da Câmara e os demais vereadores se comprometeram a repassar recursos para a prefeitura utilizar junto ao projeto do corpo de bombeiros. "E tenho certeza que cada vereador também dará sua parcela por este projeto", disse o presidente Wendel Vilela (PTB).

0 comentários:

 
Câmara Municipal de Canguçu © 2013 | Designed by Interline Cruises, usando a plataforma Blogger.