.

Gabinete da Presidência reunido com funcionários

10 de jan de 2012

Foto: Augusto Pinz
O Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Canguçu esteve reunido, pela primeira vez desde a posse do presidente Gilberto Degar (PMDB), com os funcionários da casa – efetivos e comissionados – para um debate aberto sobre os primeiros dias de andamento da nova administração e sobre a questão do turno único de trabalho implantado na Câmara até o dia 31 de janeiro de 2012 com expediente das 08h00 às 12h00 durante o recesso parlamentar – período onde não ocorrem reuniões e os vereadores não precisam comparecer à Câmara.
A abertura da reunião foi feita pelo coordenador da presidência, Neviton Nornberg, que relatou o teor do encontro e os motivos que levaram à mesa diretora a escolha do horário diferenciado. “Sabemos da economia que irá gerar este fato”, comentou. Neviton revelou que alguns vereadores manifestaram descontentamento com a medida, mas que o que tinha sido escolhido era uma prerrogativa que cabe a mesa diretora que é quem comanda a Câmara no recesso e ela havia sido consultada sobre o fato, com quatro dos cinco vereadores votando favoravelmente.
Um dos contrários a medida é o vereador César Madrid (PP) que se manifestou na reunião dizendo que não foi consultado sobre o tema e que sempre foi contrário tanto na Câmara quanto na Prefeitura a medidas neste sentido. “Sempre estou pronto para ajudar os funcionários, mas digo e repito não sou a favor de turno reduzido”, disse.
Em nome dos funcionários o oficial legislativo Nilso Pinz manifestou posição favorável à medida sendo apoiado pelos demais. “Nós vamos seguir o que o presidente mandar, se for o dia inteiro ou só manhã quem manda é o presidente. Mas concordamos com horário reduzido por gerar economia”, disse.
Os vereadores Wendel Vilela (PTB) e João Sodré (PDT) manifestaram apoio à medida da mesa diretora, indicando ao presidente Gilberto Degar (PMDB) que sabem que a regulamentação feita tem embasamento e é correta, já que os dois foram presidentes da casa em 2011 e 2010 respectivamente. Sobre a parte jurídica o advogado da Câmara, Arivando Bohm, apontou trechos da legislação municipal que garantem o ato. Em 2011 foi feita uma resolução que modificava o regimento interno que garantiu até aquele ano que sempre, durante o recesso, a Câmara trabalharia meio turno sempre no período da manhã. A modificação, porém, não definiu que não aconteceria, apenas tirou a obrigação de ter o expediente reduzido, podendo ficar a cargo da presidência fazê-lo ou não por decreto, em qualquer turno não apenas na manhã como era até 2011.
Por fim, o presidente Gilberto Degar (PMDB) disse que ficou chateado com manifestações públicas em rádios do município e tentativas de intimidação de alguns vereadores. “Alguns disseram que vão mostrar quem manda na Câmara. Não é assim. Quando assumi disse que nosso trabalho é em conjunto e de forma transparente”, falou, lembrando que pretende manter a harmonia entre todos os pares da casa e fazendo valer a hierarquia dentro do legislativo. Degar destacou também a importância de ouvir os funcionários sobre o tema e revelou que durante o ano o trabalho será feito desta maneira. “Vamos sempre buscar o diálogo e trabalhar com bastante transparência ouvindo todos os setores da casa”, finalizou.

0 comentários:

 
Câmara Municipal de Canguçu © 2013 | Designed by Interline Cruises, usando a plataforma Blogger.