.

Câmara rejeita mensagem 069/2011

22 de dez de 2011

A Mensagem Legislativa 069/2001 que pretendia dar nova redação ao artigo 191 do regimento interno da Câmara foi rejeitada por maioria na sessão ordinária deste dia 22 de dezembro. Votaram contra: Gilberto Degar (PMDB), Ailto de Melo (PMDB), Gérson Nunes (PT) Zilmar Rosa (PSDB) e João Durão (PDT). Favoráveis os vereadores da bancada do PP: Ubiratan Rodrigues, Joaquim Paulo e Madrid.
Vereador Gérson (no meio) foi contrário. Foto: Augsuto Pinz

Ver. Ubiratan (PP), de pé, defende projeto. Foto: Augusto Pinz
A matéria havia recebido uma emenda substitutiva do vereador Wendel Vilela. Na matéria original os vereadores dizia que: “o requerimento que dependa de deliberação do Plenário poderá ser encaminhado pelo seu autor no prazo de dez (10) minutos e pelos demais vereadores pelo prazo de cinco (05) minuto, para cada um, sendo intransferível o tempo”. Já a emenda trocava de 10 para 05 minutos e ainda tornava instranferivel o tempo de cada vereador. Ela foi rejeitada.
A Partir daí ocorreu à discussão e votação do projeto original. O Vereador Ubiratan Rodrigues (PP) defendeu a matéria dizendo que tornaria a casa ainda mais democrática. “Hoje se um vereador de uma bancada fala os outros não podem mais falar. Nossa bancada tem 04 vereadores e se um usa o tempo os demais não podem se expressar”, argumentou. Contrário a matéria Gérson Nunes (PT) disse que requerimentos não têm necessidade de discussão. “Vereador já gosta de falar se liberar daqui a pouco vamos discutir até os convites pra formatura que chegam para casa”, ironizou.
Joaquim Paulo (PP) disse que quando não querem discutir os vereadores apresentam indicações. “Requerimento é pra ser discutido, sim. Somos vereadores atuantes e queremos debater o que acharmos importantes, da atual forma é injusto”, comentou. Novamente usando a palavra, Ubiratan Rodrigues rebateu as críticas de Gérson Nunes falando do partido do vereador, o PT, que segundo ele estaria tentando cercear a imprensa e agora o mesmo estava sendo feito na Câmara não permitindo manifestação de todos componentes da bancada. Nunes respondeu dizendo que Ubiratan não ouve os colegas e que esta sempre ironizando. Fez referencias também a troca de sigla do vereador que trocou o PDT pelo PP. Com a acalorada discussão, o presidente Wendel Vilela (PTB) acabou intervindo pedindo que se debatesse assuntos dentro da matéria proposta. Ao final a votação do plenário rejeitou o tema.

0 comentários:

 
Câmara Municipal de Canguçu © 2013 | Designed by Interline Cruises, usando a plataforma Blogger.