.

Debate na Câmara trata de tema polêmico sobre a pobreza em Canguçu

23 de ago de 2011

O professor Erli Soares Massaú – coordenador do Instituto Técnico de Pesquisa e Assessoria da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), esteve na noite desta segunda – feira(22), falando na Câmara de Vereadores, sobre as dúvidas levantadas, a partir de uma reportagem jornalística veiculada pelo jornal Zero Hora, que apontou Canguçu como o município da Região com o maior índice de pobreza. “Isso não condiz com a realidade e com os números levantados pela pesquisa feita na Região, pelo Instituto da UCPEL” disse, categoricamente, o Coordenador, em entrevista à imprensa local.
Segundo ele as informações do jornal estariam equivocadas.“O estudo afirma uma coisa e o jornal colocou outra bem diferente”. O professor Massaú comentou que Canguçu hoje e nos últimos 10 anos vem sendo a 3ª cidade em crescimento aqui na Região, as cidades que mais cresceram na Zona Sul, naturalmente, em função do desenvolvimento, Rio Grande, Pelotas, Canguçu e São Lourenço do Sul. Para ele, dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) também constestam informações mostrando que Canguçu não pode estar em posição tão inferior. "É impossível que Canguçua aparece entre últimas 50 do Brasil, com 4.800 municípios e só no Nordeste são quase 1.000 municípios praticamente sem água, sem saneamento, sem nada, então o que houve foi um erro muito grande”, frisou.
Sobre os números que ele apresentou na exposição da Câmara, disse que são são números bastante tranqüilizantes, são números oficiais do Estado do RS e o que se pode acrescentar “é que é impossível um município como Canguçu hoje, bem urbanizado, com o progresso que tem tido nos últimos 10 anos, mais que dobrando o produto interno bruto, possa ser uma das últimas cidades do Brasil, não tem pé, nem cabeça”, isso é o que se pode dizer, afirmou o professor. "Tentamos mostrar aqui às lideranças, às autoridades, Vereadores, Prefeito e aos demais, o engano que houve, foi muito mais um susto que uma verdade”. Na verdade os números distorcidos não saíram à nível de Brasil, foi um estudo que ficou dentro da Fundação Getúlio Vargas e que o jornal apanhou todos eles e publicou, havendo uma interpretação errada por parte de quem pautou a matéria tendo reconhecido o erro, inclusive, e refazendo, posteriormente, justificando que havia se equivocado. Ao invés de colocar a posição de Canguçu dentro RS, a colocou como sendo à nível de Brasil. Gerando a polêmica. Porém, acrescenta que “O PIB, por exemplo que em 2001 Canguçu apresentava 219 milhões e em 2008, 484 milhões, são dados positivos, sem dúvida nenhuma” continua: “é só andar por Canguçu, ver a limpeza da cidade, as suas construções urbanas, o seu comércio e se constata que é bem diferente da maioria dos municípios do norte e nordeste do Brasil e até de muitos municípios aqui do nosso próprio Estado ou da Região. Não dá nem pra comparar o índice de pobreza que todos os nossos municípios têm, com o que se nota em outras regiões do Brasil".
Para o professor Massaú, é natural que o município tenha problemas, mas a notícia teria sido "infeliz".Dos 496 municípios do RS, Canguçu está na 69ª posição, quer dizer, só no RS tem mais de 400 municípios atrás de Canguçu, portanto não pode ser de maneira nenhuma um dos últimos do Brasil.

*Com informações da AI da Prefeitura.

0 comentários:

 
Câmara Municipal de Canguçu © 2013 | Designed by Interline Cruises, usando a plataforma Blogger.