.

Vereadores debatem mensagem e aprovam medidas

29 de jun de 2010

A votação da mensagem executiva 054/2010 rendeu uma série de debates na Sessão desta segunda-feira (28). A Matéria não agradou aos vereadores, pois, retirava valores destinados através de emendas parlamentares, votadas e aprovadas pelos próprios vereadores.
A Preocupação maior girava em torno de um crédito especial para a escola Jaime de Farias - Canguçu Velho (1º distrito) no valor de R$ 97.000,00 para reformulação da escola.
"A matéria é de muita importância, principalmente o crédito especial. Esta materia tem que passar, é um recurso doado ao município. O Crédito especial vem com um fim específico", falou o vereador Zé Fernando (PP), em relação ao crédito para a Escola.
O vereador César Madrid (PP) disse que foi procurado para pedir que a matéria seja aprovada. "A Souza Cruz deixou de colocar dinheiro em Canguçu por coisas que aconteceram no passado, e eles pediram um local para investir e a escola Jaime de Farias foi a primeira a pedir", disse. Madrid argumentou que caso o projeto não fosse aprovado, outras escolas que também pediram fundos a Souza Cruz poderiam não receber verbas futuramente.
"A matéria, como veio, com crédito especial e crédito suplementar está causando um grande transtorno", disse o vereador Gérson Nunes (PT), lembrando que manifestou contrariedade a matéria, pois, os créditos aprovados pelos próprios vereadores iriam cair. "Além da escola tem recursos de R$ 317.000,00 para o PNAT", lembrou. Segundo ele o Executivo se comprometeu a atender uma emenda sua, na questão da recuperação do solo, ponto que preocupava o vereador. "Vamos aprovar ela na íntegra e dar um crédito de confiança ao Executivo", disse.
O Vereador Wendel Vilela (PTB) lembrou que emendas suas para rua Tenente Edgar Werhli seriam zeradas. Ele manifestou contrariedade à ação do vereador Gérson Nunes (PT), que na sua visão, fez acertos pessoais pensando apenas em suas emendas e não se preocupou com os demais. "O Senhor, vereador Gérson, pediu para votarmos contra e hoje fez um acerto com o vereador Madrid, e os outros que se ralem", disse. Gerson justificou dizendo que iria perder R$ 85.000,00 em emenda sua para recuperação de solo. "Não sinto prazer com isso, apenas quero colaborar com a escola", disse.
O Presidente João Durão (PDT), pediu como líder da bancada que a votação fosse em destaque, votando item por item, os artigos. "A votação em destaque é a melhor forma", disse o vereador Ailton de Melo (PMDB). Alguns vereadores não aceitaram o modelo de votação, mas, ela transcorreu por destaque. No final, os artigos 5º e 6º foram rejeitados. O Artigo 5º tratava das mudanças nas emendas dos vereadores, mas, também as verbas do PNAT. A verba da Escola Jaime de Farias, foi garantida. Agora o projeto baixa para nova redação. Deve ser convocada uma sessão extraordinária para aprovar a reação final e encaminhar o projeto ao Executivo, já que a verba para escola Jaime de Fárias deve ser acertada até o dia 30 de junho.

0 comentários:

 
Câmara Municipal de Canguçu © 2013 | Designed by Interline Cruises, usando a plataforma Blogger.